Rios de água Viva

Está na hora de repensar a si. 
Reimaginar-se. 
Recriar-se. 
Rios de água Viva fluirão do interior daquele que crer em mim, disse Jesus a certa mulher à beira de um antiquíssimo poço nas terras de Samaria. 
Uma mulher desenganada com a instituição do casamento, detentora do título de cinco casamentos desfeitos e ao final desistir para se relacionar com qualquer um que pudesse lhe dar algum afeto ou condição financeira. 
Ouça o eco, hermano,  la voz, lo barulho das muitas águas escondidas no pequeno verso dito a mulher que foi buscar água num poço da antiguidade.  
Você se contenta com muito pouco, tatu. Jesus não falou de gotas esparsas ou de uma leve neblina refrescante, de um copo de água ou de alguns litros derramados por uma mangueira de 3/4 de polegadas de diâmetro num dia qualquer de calor.  Não é um banho de chuveiro que ele está prometendo. Olhe para sua vida espiritual e religiosa, suas roupas, seu rosto no espelho, seu mundo, as tuas fantásticas tralhas espirituais. Olha bem pra teus farrapos de vida, as noites de insônia, os dias de dor, para tudo que você chama de respostas as tuas preces e orações e me responde companheiro de infortúnio:

-É essa tua vida gloriosa e rotunda, fabulosa e coerentemente esparsa, dispersa e funesta, que Jesus prometeu? Onde estão os tais rios de  água viva? Cade as cachoeiras. o fragor das águas, o ruído, a vida, o transbordar, o espumar, a sede saciada, completamente, de TUDO que diz respeito a DEUS?
Diz pra mim carcamano, tua vida é o cumprimento da promessa do homem que nunca mente?

Você ri pelo amanhecer, canta ao anoitecer, dança tomado pelo Espírito, corre cheio de uma energia descomunal e tem seu coração alterado, extasiado de vida que brota de teus lábios em forma de exultação, brados de louvor, cantos espirituais?

Se não, saiba que isso que você chama de vida espiritual é só uma sombra da verdadeira promessa.
Sinal que você e eu, companheiro, necessitamos caminhar, crer, conhece-lo de um modo absurdamente novo.
Que temos que abandonar os poços secos, as palavras sem vida e um evangelho que causa arrepios até em múmias,
e seguir em direção a alegria que Ele prometeu e que é absurda e maravilhosa e completa nele.
Rios de água viva não são gotas, não são goles, não são pequenas manifestações espirituais a luz do luar.
Uma curazinha aqui, uma palavra profética ali, uma ou outra conquista. É algo mais poderoso que podemos imaginar e que a maioria de nós jamais vivenciou.
E que necessariamente,
precisamos vivenciar…


Welington José Ferreira

  

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: