Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência.


Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-me saber, se tens inteligência.
Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?
Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina,
Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?

Jó 38:4-7

Certo dia um homem revoltado contra sua condição de sofrimento, ousou realizar a mais impressionante defesa da condição humana diante de Deus. Numa época anterior ao surgimento de diversas religiões,  Zoroatrismo, Hinduismo, Judaismo, Critianisno, Budismo, Janaismo, e do Hinduismo.
Anteriormente ninguém afirmou com tamanha profundidade tais coisas sobre Deus,   e  depois deste discurso ninguém realizou algo que se compare.
O nome deste homem é Jó. 
Sua história é conhecida por muitos como se fosse um conto, uma história, uma lenda ou um mito.
Porém, o dito no seu testemunho não pode ser composição falsa. 
Existem milhares de figuras lendárias e literárias que apresentem dramas de sofrimento e tragédias similares a de Jó. Nenhum destes personagens, no entanto, levantou tais  questões.
Não há paralelo na literatura humana, essa ousadia de um homem, que questione as atitudes e o caráter de Deus com tamanha franqueza e fé.
Livros como “Assim falou Zaratrusta”, do filósofo alemão, gritam maledicências e ódio contra tudo que diz respeito de Deus. Este livro zomba de sua dignidade, chegando afirmar jocosamente que ele morreu.
Os livros de ceticismo zombam até mesmo da ideia da existência divina, mas em nenhum momento erguem questões sobre a existência humana como Jó levantou, com tamanha coerência e profundidade.
Centenas de obras de filosofia questionam a fé, ou a crença, questionam a razão, a verdade, a humanidade, a espiritualidade, a ética, as paixões.  Todas se firmam sobre a incerteza. Sobre a duvida.
As musicas de Rock de determinados grupos exaltam a indignidade, blasfema acusações mentirosas, gritam um ódio sem motivo de ser, numa odisseia de ingratidão e rejeição.  Mas tais reflexões não são perguntas, são afirmações de ódio, que não necessita questionar a razão do próprio ódio as coisas divinas.
Jó, ainda que ferido,  questiona a Deus com uma dignidade absoluta. Questiona-o com franqueza e legitimidade, não como um descrente, ou como um inimigo.
Ele não está perdido em diálogos metafísicos, em elucubrações teológicas. Ele não age  como um defensor de uma doutrina ou de uma corrente filosófica.  
Ele sabe exatamente qual sua condição humana.
Ele declarará sua condição humana em cada parte de seu duríssimo discurso.
E em não desviou-se um milímetro da perfeita representação de Deus.
O Deus que Jó descreve é exatamente o Deus que um dia Jesus expressará;
Deus revela-se no Livro de Jó com tamanha profundidade que nem as cartas do apóstolo Paulo puderam repetir

Deus reivindicará, não como Deus, mas como um ser humano, no Livro de Jó,  ao seu poder e a sua divindade de um modo tão brutal, tão maravilhoso, tão terrível que nem mesmo as maiores declarações sobre o significado de ser Deus ou sobre a divindade, contidas no sânscrito nos Vedas (existem trechos que os deuses falam de si mesmos e diz o que são, quais realidades eles representam), e nem a mais assombrosa revelação sobre a deidade do próprio Cristo, contida no livro de Colossenses, são capazes de rivalizar.  
Ele defenderá a si mesmo na medida de um ser humano. Não exporá mistérios inacessíveis. Não traduzirá o universo com base em equações que a mente humana não é capaz de resolver.
Mesmo limitadamente, Deus o Pai revela-se magnificamente a humanidade por meio de Jó, 
e quando o faz, cria a mais assombrosa declaração sobre o seu tremendo poder e sabedoria dada ao ser humano.
O livro de Jó possui uma estrutura única.
Ele é montado como um episódio de tribunal se reveste de caráter jurídico, um drama se desenvolverá, onde os seus personagens, todos eles, atuarão com papéis exercidos numa  demanda judicial. Com facilidade enxergamos as testemunhas, os acusadores, a defesa, a acusação, as provas contra o acusado, a invocação de justiça a um tribunal superior, o pedido a existência de alguém que possa se interpor entre o homem e Deus.
O livro de Jó é na verdade uma batalha  jurídica sem precedentes na história humana em que DEUS é convocado, não como testemunha. Não como juiz.  O livro evoca uma batalha judicial  onde Deus será convocado por Jó… Como se fosse o réu.
E sem contar com o apoio de ninguém, Jó derramará em forma de denuncia, sua dor. 
Seus servos o abandonaram, seus filhos e filhas estão mortos, seus mais íntimos amigos creem que ele é culpado, sua esposa já não suporta estar perto dele em virtude de sua condição.  Jó está enfermo e à beira da morte, está sem dormir a dias, zombado e escarnecido até pelos mais miseráveis representantes da comunidade da qual um dia foi um dos principais atores.
Jó tomará os céus e a terra como testemunhas e avançará numa direção jamais trilhada por homem algum em busca de sua dignidade diante de Deus.
E as respostas concedidas serão admiráveis. Jó se lançou numa louca empreitada em busca de respostas. Lançou-se com toda alma, com todo coração, lançou-se contra o universo que lhe estava contrário, mesmo sem entender coisas além de sua imaginação. 
 E Deus lhe responderá.
 Do mesmo modo. Completamente. Com a diferença que não existem coisas além de sua imaginação.
Deus lhe responderá sem reservas. 
Com toda sua alma. 
Com todo seu coração.
A partir do capítulo 38 do livro de Jó Deus declarará sua defesa.  Reivindicará sua honra.  Anunciará quem ele é e o que ele fez o que ele faz e o que pode fazer.  Do modo mais sublime que já respondeu a um ser humano.
Deus derramará sua alma, declarará sua onipotência e dirá coisas que nunca foram ditas antes para nenhum homem.  O inicio do discurso de Deus é arrebatador. É assustador. É um preambulo do que virá, e que não será fácil de compreender. 
Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-me saber, se tens inteligência.
Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?
Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina,
Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?
Onde estavas tu, quando eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência.

Deus retorna a um tempo inacessível. Ao inicio de todas as coisas. E não satisfeito em declarar sua autoria do universo ainda fala da criação do inexistente. 
Você não estava lá Jó. Você não existia. Ou será que existia? Na mente, nos sonhos, no coração de Deus? Onde você estava?
Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?

Após isso declara que o universo é feito de acordo com valores, com padrões, e que todo o universo obedece à ordens de grandezas; cada um deste valores: gravidade, aceleração, energia quântica, formas de onda eletromagnéticas, propriedades da matéria, do tempo e do espaço, ele propôs, ele estabeleceu.  
Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina?
Você sabe o motivo da existência, Jó?
Você sabe porque escolhi tais premissas, tais formas, tais lugares, para a manifestação da vida?
Você sabe sobre o que a vida se fundamenta? Ou a principal razão de tudo existir?
Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam?
Você sabia que na criação do universo, bilhões de anjos se puseram de pé e me glorificaram? E cantaram? E pularam de alegria? Você sabia que na criação do universo, já havia anjos?
Você sabia que antes do homem existir, já havia o riso? Já existia a algazarra e a alegria?
Você sabia que a criação do universo foi testemunhada por espíritos ministradores? Por anjos?
E a partir deste HUMILDE início Deus desfilará sua DEIDADE diante de um homem que sofreu, homem dolorido, esmagado, chocado e que apesar de tudo isso ficará deslumbrado.
São milhões de homens que fazem pouco caso ou nenhum caso de Deus.  Para eles a religião é uma ficção.  Os ministros do evangelho são uns pobres-coitados enganados.  Para alguns Deus é tão real quanto uma fada, um gnomo, um ogro, um Leprechau.
Do capítulo 38 do livro de Jó em diante teremos nós e nossa história de vida menor credibilidade do que histórias de crianças.
Nossa contundente lógica, nossos absurdos questionamentos e nossa incredulidade morta não conseguirão alcançar sequer ao final deste capítulo.
Nossas pseudo-certezas cientificas, nossa soberba intelectual, todas são sombras, são espectros, fantasmas mortos diante da força as palavras da defesa que Deus faz de si mesmo, nesse início de resposta.
É impossível não pensar no que está sendo dito e impossível não compreender exatamente quem nós somos.  E quem ele é.
Diante dele, nós é que somos fadas.  Convém ouvi-lo. Conhece-lo.
E nos assombramos.
Não há respostas divinas para o coração incrédulo. Mas para homens como Jó, sedentos de respostas,
Respostas serão concedidas. 

Where wast thou when I founded the earth? Make me know if you have understanding .Who hath laid the measures , if thou knowest ? Or who stretched the line upon it ?On what were its footings set , or who laid its cornerstone,When the morning stars sang together and all the sons of God shouted for joy ?Job 38:4-7One day a rebel against his condition of suffering man , dared to make the most impressive defense of the human condition before God . Up prior to the emergence of various religions , Zoroastrianism , Hinduism , Judaism , Critianisno Buddhism Janaismo , and Hinduism season .Previously no one said with such depth such things about God , and after this speech nobody realized anything to compare .This man’s name is JobTheir story is known to many as if it were a tale , a story , a legend or a myth .However , said in his testimony can not be false composition.There are thousands of legends and literary figures that have similar dramas of suffering and tragedies of Job None of these characters , however , raised such issues .There is no parallel in human literature , this boldness of a man who questions the attitudes and character of God with such frankness and faith.Books as ” Thus Spake Zarathustra ” , the German philosopher , cry slander and hatred against everything he says about God . This book mocks his dignity , reaching claim that he died .The books of skepticism scoff at the idea of the divine existence , but at no time raise questions about human existence as Job arose, with such consistency and depth .Hundreds of works of philosophy question the faith or belief , question the reason, truth , humanity , spirituality , ethics , passions .Job questions God with absolute dignity. Questions him frankly , not as an unbeliever , or as an enemy .It is not lost on metaphysical dialogues on theological ruminations . He does not act as an advocate of a doctrine or a philosophical current .He knows exactly what his human condition.He will declare his human condition in every part of his speech really tough .And not deviated one millimeter from perfect representation of God .The God that Job describes is exactly the God that one day Jesus will describe .The God revealed in the Book of Job with such depth as neither the letters of the apostle Paul could repeat . God before whom Job rose in a fury .God claims in the Book of Job to his power and divinity of such a brutal way, so wonderful , so terrible that even the biggest statements about the meaning of being God or the divinity contained in Sanskrit Vedas ( there are passages that gods speak of themselves and say what they are, what they represent reality ) , nor the most astonishing revelation about the deity of Christ , in the book of Colossians , are able to compete .God the Father is revealed to man through magnificently Job in the most astonishing statement on its tremendous power given to human wisdom .The book of Job has a unique structure.It is mounted as an episode court is of a legal nature , as a drama in which they develop , where his characters , all of them will work with papers of a group involved in a tremendous lawsuit .The book of Job is actually a legal battle unprecedented in human history in which God is called , not as a witness . Not as a judge . The book evokes a court battle where God is called by Job .. Like the defendant.And in addition to the support from anyone , Job pour shaped denounces his pain .His servants abandoned him , his sons and daughters are dead , his closest friends believe he is guilty , his wife support no longer be around him because of his condition . Job is sick and near death , is sleepless days , mocked and jeered by the most miserable representatives of the community that was once a major player .Job will take heaven and earth as witnesses and advance a direction never trodden by man in search of his dignity before God .And the answers will be granted admirable . Job threw a crazy endeavor in search of answers . He threw himself with all the soul , with all your heart, threw himself against the universe that was contrary to him , even without understanding things beyond your imagination . And God will respond. Similarly . With the difference that there are things beyond your imagination .God will answer you without reservation . With all your soul . With all his heart .From chapter 38 of the book of Job God declare his defense . Vindicate his honor . Announce who he is and what he did what he does and what it can do . The most sublime way that has responded to a human being .God will pour out his soul , declare its omnipotence and say things that were never spoken before to no man . The beginning of the speech of God is overwhelming . It’s scary . It is a preamble of what’s coming , and it will not be easy to understand .
Where wast thou when I founded the earth? Make me know if you have understanding .Who hath laid the measures , if thou knowest ? Or who stretched the line upon it ?On what were its footings set , or who laid its cornerstone,When the morning stars sang together and all the sons of God shouted for joy ?
 
Where wast thou when I founded the earth? Bring it to me know , if you have understanding .God returns to an inaccessible time. At the beginning of all things . And not content to declare his own universe still speaks of the creation of nonexistent .You were not there You Job did not exist . Or does it exist? In the mind , in dreams , in the heart of God ? Where were you ?
Who hath laid the measures , if thou knowest ? Or who stretched the line upon it ?After that states that the universe is made according to values ​​with standards , and that the whole universe obeys the orders of magnitudes , each of these values ​​: gravity, acceleration, quantum energy forms of electromagnetic wave properties of matter , time and space , he proposed , he established .On what were its footings set , or who laid its cornerstone?You know why there Job ?You know why I chose such assumptions, such forms such places , for the manifestation of life ?You know about what life is based ? Or the main reason everything exists ?When the morning stars sang together and all the sons of God shouted for joy ?Did you know that the creation of the universe billions of angels stood up and glorified me ? And they sang ? And jumped for joy ? Did you know that the creation of the universe , there were angels ?Did you know that before man exists, there were laughter ? Existed the noise and joy?Did you know that the creation of the universe was witnessed by ministering spirits ? By angels ?And from this humble beginning God parade your DEITY before a man who suffered sore man crushed and shocked that despite all this will be dazzled .There are millions of men who have little or no case case God . For them religion is a fiction . Ministers of the gospel are poor wretches – deceived . For some God is as real as a fairy , gnome, troll a Leprechaun .Chapter 38 of the book of Job on us and our history we have lower credibility than life stories of children .Our forceful logic, our questions and our dead absurd unbelief fail to achieve even the end of this chapter.Our pseudo – scientific certainties , our intellectual pride, are all shadows are specters, ghosts of dead on the words of the defense force that God makes of himself , this early response .It is impossible not to think about what is being said and impossible to understand exactly who we are . And who he is .Before him , we are the fairies . Should hear it . You know him .And haunt us.No divine answers to the unbelieving heart . But for men like Job , thirsty for answersAnswers will be provided .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: