Cristo e a Palavra escrita – Jesus and the written Word

As Escrituras não somente revelam Cristo. Elas são Cristo. Jesus é a Palavra Divina, toda ela. Essa identidade com a Palavra Escrita é tamanha  que João afirma o logos se fez carne. Outra feita diz: e nossas mãos tocaram a Palavra da Vida. As Escrituras não compreendem tudo que JESUS é, Jesus é mais complexo, em si abrange realidades além das citadas nas Escrituras. Ou pelo menos citadas e não desenvolvidas. Não haveria espaço para tanto, tal livro não caberia numa prateleira terrena. Mas até onde o ser humano pode compreender, uma janela foi aberta na eternidade, um testemunho digno de aceitação nos foi entregue, seja  por mediação angelical, pela boca dos profetas, por inúmeras situações e então, pela boca daquele que representa de modo pleno a Deus. 

As Escrituras traduzem um mistério de formação e de pluralidade que lembram a formação humana no útero materno. “De um modo terrível e maravilhoso fui formado no ventre de minha mãe” declarava um assombrado salmista.  Do mesmo modo a pessoa de Cristo nos é demonstrada nas Escrituras. Jesus é integralmente a revelação escrita. Abrange a multidão de situações dramáticas, as atitudes, as ações, os comportamentos, o riso, a dança, o choro, a paixão, o amor, a lei, o sacrifício, o reino, a cidade, a guerra. Tudo isso é Ele.  A revelação divina é algo assombroso, ela é sussurrada na boca de Ana, em meio as suas lágrimas, ela é gritada do alto de um monte pelo sobrevivente de uma chacina, ela é ouvida de modo sorrateiro pela boca de um soldado inimigo fruto de um sonho (Gideão e o cerco midianita) num acampamento de guerra, ela é confessada nos erros de um rei que manda para a morte um de seus maiores soldados para tentar legitimar uma relação ilícita com sua esposa (Davi, Betseba e Urias). 

Ela é proclamada no meio de um monte que parece a visão do inferno (Na entrega da Lei), raios, trovões, terremoto, tempestade e fogo, ou ela é enviada pela boca de uma serviçal na entrada do palácio das mulheres, fruto de uma declaração de coragem (Ester respondendo a Mordecai). A formação das Escrituras é um processo espetacular. Deus usa quem quer, onde quer, na forma que lhe apraz para trazer a luz a soma das revelações que traduzem aquilo que quer, aquilo que ele é. Certa feita um feiticeiro joga ossos, faz bruxarias, invoca espíritos de divindades e poderes espirituais em ritos por nós desconhecidos, diante do fogo sagrado e em transe ele ouve a PALAVRA DIVINA, ele ouve a voz do ESPÍRITO DE DEUS e o que ouviu será somado as Escrituras do Velho Testamento. 

Deus separa do meio de milhares de manifestações espirituais, lúdicas, literárias, aquilo que pertence a ELE. ELE separa aquilo que podia ser uma simples crônica, um conto, um adágio, um antigo conceito de qualquer civilização e o reclama para si. Seja um provérbio egípcio, conhecido a centenas de anos (em Provérbios) seja um conceito sobre a divindade elaborada por um filósofo grego (Theos – Deus), seja uma visão indiana refletindo sobre a filosofia grega (Em Deus nos vivemos, nos movemos e existimos).
O Espírito de Deus sabia exatamente o que queria revelar, o que queria manifestar para que entendêssemos a pessoa, a obra, o poder, a deidade, o amor, a grandeza da pessoa de Jesus.
Poderia dizer que se arrancasse o livro de Provérbios das Escrituras Jesus perderia sua audição. Se extraíssemos Salmos, perderia seus pulmões. Se arrancássemos Cantares, Jesus perderia a capacidade de amar. Se extrair das Escrituras aos profetas ele perde suas pernas e se tiro Lamentações ele já não conseguiria mais chorar. Daniel é seu olho esquerdo, Zacarias seu olho direito. Se perdesse,  Jonas perdia seu rim. Sem Malaquias, perde sua mão esquerda, sem Juízes, perde seu braço. Se Levítico  é sua coluna, Êxodo  é o seu sangue. Esses exemplos são aleatórios,  mas nos concedem uma analogia da pessoa de Cristo à luz das Escrituras. Ele é declarado, manifesto e revelado na soma das revelações contidas no Novo e Velho Testamento. 
Jesus é visto nos cargos e ofícios de toda sua revelação, nos sofrimentos de seus profetas, nas ofertas do templo e no próprio templo. Ele é visto nas relações familiares e nas profetizas e moças, nas meninas e mulheres visualizadas em toda a bíblia. Jesus é percebido até nos dons espirituais, que trazem a memória sua pessoa. Ele é a palavra de Sabedoria dada ao homem, a mais deslumbrante Palavra de Conhecimento entregue a humanidade, ele legitima e representa e demonstra os dons de curar. Ele é, literalmente, a maior operação milagrosa já vista na eternidade, Deus se fez carne e habitou entre nós, sendo ao mesmo tempo o maior de todos os operadores de milagres. 
Ele é ao mesmo tempo o autor e consumador da fé. Eu preciso compreender a integralidade entre Cristo e sua Palavra, para compreender o mistério de sua pessoa e de seu amor. Para reconhecer na humanidade as marcas que ele deixou FORA das Escrituras. Só tenho condição de reconhecê-lo na cultura, nas artes, na dança ou na ética se conhecê-lo na Palavra Escrita. Eu sei o que há por detrás dos mercados de capitais quando ouço a voz de sua Sabedoria. Daí a  necessidade  de conhecer e meditar e permitir-se maravilhar-se com a Palavra Escrita


The Scriptures not only reveal Christ. They are Christ. Jesus is the Divine Word, the divine scriptures,  all scriptures . This identity with the written word is such that John says: The logos became flesh .

Another time says : And our hands have handled the Word of Life . The Scriptures do not limits all that Jesus is , Jesus is more complex. Itself covers realities than those mentioned in Scripture . Or at least mentioned and not developed . There would be room for both , such a book would not fit on a shelf earthly . But as far as the human being can understand , a window was opened in eternity , a testimony worthy of acceptance was delivered to us , either by angelic mediation by the mouth of the prophets ,  by many diferent situations, and finally, by his mouth, of whom represents fully the God.

The Scriptures reflect a mystery training and plurality that resemble human development in the womb . ” From fearfully and wonderfully made in my mother’s womb formed myself ” declared one haunted psalmist .
Similarly in the plurality person of Christ is demonstrated in Scripture . Jesus is fully written revelation . Covers a multitude of dramatic situations , attitudes , actions , behaviors , laugh , dance, cry , the passion , the love , the law , the sacrifice , the kingdom , the city , the war . All of this is Him

The divine revelation is an amazing thing. It is whispered by the lips of Ana , amid her tears.

The revelation was anounced from atop a hill by the survivor of a massacre. The divine revalation  is heard so sneaky the mouth of a enemy soldier fruit of a dream ( Gideon and siege Midianite ) in a war camp.
She confessed the errors of a king who sends him to death one of his biggest soldiers to try to legitimize an illicit relationship with his wife ( David, Bathsheba and Uriah .)

It is proclaimed in the middle of a lot  that seems the vision of Hell ( On delivery of the Law ) , lightning , thunder , earthquake , storm and fire.
Or it, the revelation,  is sent through the mouth of a servant at the entrance of the palace of women , resulting in a statement of impressive courage (Esther answering to Mordecai  ).

The formation of the Scriptures is an amazing process . God uses whoever , wherever , in the way that pleases him to bring light to the sum of the revelations that translate what that he wants and  what he is .

One time a sorcerer throws bones , makes witchcraft , invokes the spirits of deities and spiritual powers rites unknown to us,

behind the sacred fire and in extase he hears the DIVINE WORD, he hears the voice of the Spirit of God and that  was hear is added to the Old Testament Scriptures.

God separates in the middle of thousands of spiritual manifestations , cultural, literary,  poetic,  that belongs to him .

He separates what could be a simple chronicle, a story , an adage ,  of an ancient civilization and claims for itself . Become an Egyptian proverb , known for hundreds of years ( Proverbs ) or a concept of divinity prepared by a Greek philosopher ( Theos – God ) , or a indian vision of God reflecting in the Greek philosophy ( In God we live and move and exist .)
The Spirit of God knew exactly what he wanted to reveal, what he wanted to show us to understand the person,  the work ,  the power,  the deity , the love, and the greatness of the person of Jesus.

Could say that if you take out the book of Proverbs of Scriptures Jesus would lose his hearing.

If we if you take out  Psalms he would lose his lungs . If pluck Song of Songs , Jesus would lose the ability to love .

 If you extract the prophets of Scripture he loses his legs and if you extract the  Lamentations he would not cry anymore .

Daniel is his left eye ,  and Zechariah his right eye.

If we lost the book of Jonas, Jesus would lost his kidney . Without Malachi he loses his left hand. Without  the book of judges , loses his arm .
If your spine is Leviticus , Exodus is its blood . These examples are random , but grant us an analogy of the person of Christ in the light of Scripture . He is declared manifest and revealed in the sum of the revelations contained in the Old and New Testament .

Jesus is seen in all positions, professions an in the sufferings of his prophets. In the offerings of the temple and in the temple itself.
He is seen in family relationships and the prophesy and on the girls ,  He is seen  on the girls and on the women displayed throughout the Bible . Jesus is perceived by the spiritual gifts that bring your person to memory .

He is the Word of Wisdom given to man , he is the most dazzling Word of Knowledge given to mankind , it legitimizes and represents and demonstrates the gifts of healing .

He is literally the most miraculous operation ever seen in eternity , God became flesh and dwelt among us , while being too the greatest of all workers of miracles .
He is both the author and finisher of our faith . I need to understand the integration between Christ and his Word , to understand the mystery of his person and his love . To recognize the humanity marks he left OUT of the Scriptures . You have only condition to recognize his revelation in the culture , in the arts, in the dance or in the ethics if you know the Written Word. I know what’s behind the capital markets when I hear the voice of his wisdom . Hence the need to know and meditate and allow yourself to marvel at the Written Word

Welington José Ferreira

   

  

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: