The wonder of Indian cinema

The wonder of Indian cinema is a deep awareness of the sacred, of friendship, of family values. Do not imitate him in Hollywood, her promiscuity, the insignificance of his arguments for making the film. Their stories today are moments of pure lyricism and poetry are plots of literary vocation especially India.
Sanskrit has a stunning beauty and a dynamic that unifies the feelings, sounds, dance.
Its eastern film inherited this trait. The world loves Indian cinema because of his poetry, the strength and beauty of their dance.
I love his films for dealing with feelings of great purity and unparalleled beauty of the Indian woman, they do not have to undress in front of cameras to convince us of her femininity.
Its lightness is a gift, a gift that should not be neglected by the current generation of Indian filmmakers.
A simple cheap imitation of the decadent values ​​of dens celebrities to India is not a source who can drink without poisoning it.
There is preaching of love present in hundreds of its productions, do not let this richness is replaced by empty themes, themes like revenge and murder, torture, degradation sexual, theft.
The heroes that populate the dreams of Indians are separated for God and his greatness and virtue generations were formed.
Tolerance, love of neighbor and respect for religious identity, respect for female dignity, treating human dignity of children by parents affectionate, affection of children by their parents, firmly convinced that love is greater than all – all these wonders are sacred and its enduring legacy remains today and should always remain as a light for your and our generations.
I can not imagine a movie without a young Indian as Priyanka Chopra performing the divine gifts given to her by dancing with joy.
I can not imagine the world without the joy on the face of an actor as Sharuh Khan or maimed by the world lose the simplicity of a smile as actress Rani Murkeji,
I cite them as representatives of all previous generations, as representatives of all stakeholders in India that even amid difficult conditions inspired millions.
Strive for happiness, for happiness, for purity, for equality. Strive for truth, with heroism, with dancing, over tradition. Strive for a divine ideal, the respect for human beings, for forgiveness, for equality, for movies that can teach values ​​to their people and to us, things that our traditions and could not teach us.
I see the dream of a nation that is being carried in the arms of his actors and their actresses.
I see life lessons taught, lessons of love, respect, see your hatred against the affront to human, I see the children leave in disgust, I see their struggle against inequality.
I hear his songs that invoke that men and women are equal before God.
I see your intense desire to treat people with dignity, all of them, of all classes, with dignity and with love also impressive.
Do not you let that influence you by different ideals, not to become his shadow this cultural wealth, not to destroy the originality and beauty of exciting, alive, that transcends our dreams, that transcends the form of thought.
Do not change a godsend for some things worthless.
Because I see God in the cinema of India.


O sânscrito possui uma beleza impressionante e uma dinâmica que se unifica aos sentimentos, aos sons, a dança.
O vosso cinema oriental herdou essa característica.  O mundo ama ao cinema indiano em virtude de sua poesia, pela força e pela beleza de sua dança.
Ama vosso cinema pela tremenda pureza com que trata dos sentimentos e pela incomparável beleza da mulher da índia, essa que não precisa se desnudar na frente das câmeras para nos convencer de sua feminilidade.
A vossa leveza é um dom, uma dádiva, que não deve ser desprezada pela atual geração de cineastas da índia.
A simples imitação barata dos valores decadentes de antros de celebridades não é para vós uma fonte que possa ser bebida sem envenenar-vos. Há a pregação do amor presente em centenas de vossas produções, não permitais que  tal riqueza seja substituída por temas vazios tais como vingança e assassinato, tortura, usurpação da idoneidade.
Os heróis que povoam os sonhos dos indianos são separados para Deus e por sua grandeza e virtude gerações foram moldadas.
A tolerância, o amor ao próximo, o respeito a identidade religiosa, o respeito a dignidade feminina, a beleza do tratamento doce, afetuoso dos filhos pelos pais, dos pais pelos filhos, a firme convicção que o amor é maior do que tudo – todas essas coisas maravilhosissimas são vossa herança perene e sagrada que permanece hoje e deve permanecer sempre,  como luz para as vossas e nossas futuras gerações.
Não imagino um cinema indiano sem haver uma jovem tal como Priyanka, que não possa exercer os dons divinos dados a ela e  nelas manifestos através da dança, com alegria.
Não posso imaginar a terra privada da alegria do rosto de um ator como Sharuh Khan ou privado da simplicidade do sorriso de uma atriz como Rani Murkeji,
cito-os como representantes de todas as gerações anteriores que eu não pude conhecer como representantes de todos os atores da índia, que mesmo em meio a condições difíceis inspiraram milhões de pessoas.
Lutai vós pela alegria, pela felicidade, pela pureza, pela igualdade. Lutai vós pela verdade, pelo heroísmo, pela dança, pela tradição. Lutai vós pelo ideal divino, pelo respeito ao ser humano, pelo perdão, pela igualdade, por um cinema vosso que possa ensinar ao vosso povo e nós, aquilo que as vossas tradições e as nossas não nos puderam ensinar.
Eu vejo o sonho de uma nação sendo tomada nos braços de seus atores e atrizes.
Eu vejo as lições de vida ministradas, lições de amor, de respeito, o ódio ao destrato, vejo a vossa repugnância ao abandono, vossa luta contra a desigualdade. Vejo os cânticos que invocam homens e mulheres iguais diante de Deus.
Vejo o desejo intenso de que as pessoas, todas elas, de todas as classes, sejam tratadas com dignidade e também com amor impressionantes.
 Não permitais ser seduzidos por ideais diferentes, para não tornastes em sombra vossa riqueza cultural, destruindo vós a originalidade e a beleza emocionante, visceral que transcende os sonhos, que transcende a forma, trocando vós tal coisa por coisas sem valor algum.
Porque eu vejo Deus, no cinema da Índia.
 Welington Corporation

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: