O tempo e o Intercessor

O TEMPO E O INTERCESSOR – http://www.welingtoncorp.xpg.com.br

O TEMPO E O INTERCESSOR

O nome com que os judeus conheciam a Deus significa “Eu sou”. Quando os soldados que vão capturar a Cristo perguntam quem é o tal de “Jesus” ao grupo dos apóstolos, é este que responde: SOU EU. Mas, quando o fala para os soldados, diz exatamente – EU SOU – ou o equivalente em aramaico. Quando Jesus diz isso, os guardas caem. Ou, são lançados para trás por uma tremenda manifestação de poder. Eram cerca de 50 homens que tombaram ruidosamente no chão quando Jesus assim pronúncia “Eu sou”
 

O termo “eu sou” dá uma idéia de PRESENTE, algo contínuo, algo que o passado não alterou algo que o futuro não afetará.

Hebreus estabelece essa visão de outra maneira


Jesus Cristo é o mesmo HOJE, sempre e eternamente.

O tempo nos leva para o PRESENTE. Não é um Cristo do passado, não realizou coisas que Hoje não possa realizar, e não haverá tempo em que não poderá FAZER as coisas que hoje faz. Os apóstolos não criam numa época passada do poder de Deus.


Os profetas do Velho Testamento falavam num tempo verbal do hebraico que muitos lêem as profecias como se já tivessem ocorrido no passado. Quando falavam do futuro ‘dia do Senhor’, que ainda ocorrerá no final dos tempos, narravam como se o tivesse acontecido. Como se fossem historiadores da eternidade. 


O profeta vê o futuro, como já fosse o passado.
O adorador vê o futuro como se fosse o presente.

E o Intercessor?

O intercessor só possui um único tempo verbal. O presente. Ele não tem o amanhã, ele não se importa com o ontem. O passado ou o futuro não lhe interessam. O intercessor reclama para o AGORA tanto as promessas do PASSADO, quanto as profecias sobre o AMANHÃ.

O Adorador medita na Nova Criação, na Jerusalém que chegará. Ele é cheio de esperança.
O Intercessor quer saber no que a Nova Criação e a tal da Jerusalém celestial respondem AGORA às suas necessidades.

Ele é o médico habilidoso que pergunta ao participante de sua equipe qual a temperatura do paciente e quando responde que estava com 39 graus há cerca de duas horas ele diz:

– Não me interessa nem a temperatura dele no mês passado e nem a que ele vai ter na próxima semana. A única temperatura de um paciente que me importa é do paciente AGORA.

  

O tempo do intercessor é HOJE. Ele é como o Espírito de Deus que quer uma RESPOSTA IMEDIATA a sua convocação ao arrependimento,

“Se hoje ouvirdes a voz do Espírito de Deus, não endureçais a cerviz dos vossos corações”
Diz o escritor de Hebreus.

O intercessor é nascido do Espírito de Deus. Possui a mesma natureza espiritual daquele que o gerou. Ele necessita de uma RESPOSTA agora.
 
O tempo de Deus para um intercessor é sempre hoje.
Para o intercessor todos os instantes de Eclesiastes ocorrem no mesmo momento.

    Eclesiastes 3:1 
    Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.
     
    Eclesiastes 3:2 
    Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
     
    Eclesiastes 3:3 
    tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derribar, e tempo de edificar;
     
    Eclesiastes 3:4 
    tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
     
    Eclesiastes 3:5 
    tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de abster-se de abraçar;
     
    Eclesiastes 3:6 
    tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de deitar fora;
     
    Eclesiastes 3:7 
    tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
     
    Eclesiastes 3:8 
    tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

Porque o aflito pode não ter amanhã, a enfermidade pode não esperar mais um dia, porque o coração pode não mais suportar.
 

Deus estabelece que o TEMPO DETERMINADO PARA O PROPÓSITO DA INTERCESSÃO SEJA O AGORA.
Esse é o tempo que foi DETERMINADO por Deus para que nossas orações se baseiem.
Pedi e dar-se-vos-á – remete-nos ao presente da oração. Batei e ABRIR-SE-VOS-Á nos coloca na expectativa IMEDIATA da abertura da porta. Buscai e achareis nos convida a certeza de que PRÓXIMO está o que procuramos.
Quando a Jesus expõe sobre o filho que pede ao pai um pão, já imaginamos o pai indo até a cozinha e trazendo o pão.


Quando observamos o ministério de Cristo percebemos que quase TODOS os milagres de Jesus são IMEDIATOS! A Exceção dos leprosos que vão sendo curados na medida em que caminham para se apresentar ao sacerdote, não há distancia a ser percorrida no tempo entre a intercessão de Cristo e os milagres do Espírito de Deus. Jesus estava como MINISTRO e EXEMPLO, como PADRÃO de conduta a ser IMITADO por seus OBREIROS. Não foi como DEUS que ele operou seus sinais. Foi como HOMEM UNGIDO. JAMAIS Jesus USURPOU a sua condição divina, deixando de lado a condição de SERVO para realizar qualquer ato sobrenatural.  Tudo que Jesus realizou, fez porque recebeu do Espírito Santo a capacitação para realizá-lo.  E toda vez que o Espírito ungiu-o com poder ou MANIFESTAVA PODER através de CRISTO, o fazia IMEDIATAMENTE.

Não havia PAUSA, tal qual o sinal musical, ou período de espera entre a sua intercessão e o milagre. Jesus jamais esperou o amanhã de suas orações. Porque o amanhã do PODER de Deus é o AGORA.
Tal qual JESUS na carne, nós NÃO TEMOS TEMPO. Nossa vida é como a sombra. Depressa passamos.
Não serão necessários NO POVIR, NA NOVA CRIAÇÃO OU NA ETERNIDADE, os milagres de cura, restauração, livramento ou destruição de cadeias e prisões espirituais. Hoje é o tempo da libertação, da restauração, do CUMPRIMENTO da VONTADE DE DEUS no que diz respeito á cura, ao prodígio, á maravilha, ao ato sobrenatural.

IMEDIATAMENTE. ENQUANTO ORANDO.

Qualquer outro instante entre horas e anos depois é ATRASO.
É TARDE.  O Intercessor não se interessa pelos motivos que levaram a cura a ser atrasada, a falta de fé que impediu o milagre, a falta de humildade que fez com que o ministério profetizado aguardasse o crente amadurecer, a vocação que não foi abraçada por ausência de coragem.

Por não existir o amanhã para o Intercessor, se a benção prometida não chegou hoje, se a luta não findou, se o milagre não se manifestou, quando amanhã o intercessor orar novamente, vai buscar para o seu PRESENTE, como se ajoelhasse pela primeira vez, como se o ontem não tivesse acontecido, com a mesma determinação.

O intercessor não vislumbra um dia no futuro enquanto ora. Ele reclama para o hoje o seu amanhã.
Ele fecha os olhos orando pelo aleijado e quando os abre, o convida a tentar andar.
Ele estende as mãos e toca os olhos do cego, e quando abre os seus próprios olhos, pede para que o cego diga o que está vendo.
Ele imagina o hospitalizado sendo curado enquanto ora,
Ele imagina a conversão de quem está sem Cristo, enquanto ainda suplica a Deus.

Ele não quer voltar de mãos vazias para casa. Ele possui urgência. E se não acontecer o que espera, ele lutará para que não haja atrasos.
Ele olha para o relógio de sua vida, ele consulta os minutos do tempo de seu coração e quando orar novamente, o cronômetro de seu coração dirá

– Hoje é tempo.

Então abrirá sua boca como os pintainhos que aguardam receber o alimento de sua mãe.

Welington J Ferreira



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: