Rejuvenescer

REJUVENESCER
Welington Corporation
De novo
Época: 4000 anos atrás.
Genesis 12
9. Continuou depois sua viagem, de acampamento em acampamento, para Negeb.
10. Sobreveio, porém, uma fome na região; e sendo grande a miséria, Abrão desceu ao Egito para aí viver algum tempo.
11. Quando estava para entrar no Egito, disse a Sarai sua mulher: “Escuta, sei que és uma mulher formosa.
12. Quando os egípcios te virem, dirão: ‘É sua mulher’, e me matarão, conservando-te a ti em vida.
13. Dize, pois, que és minha irmã, para que eu seja poupado por causa de ti, e me conservem a vida em atenção a ti.”
14. Chegando Abrão ao Egito, os egípcios notaram que sua mulher era extremamente bela.
15. Os grandes da corte, vendo-a, elogiaram-na diante do faraó, e a mulher foi introduzida no seu palácio.
16. por causa dela, Abrão foi bem tratado pelo faraó, e recebeu ovelhas, bois, jumentos, servos e servas, jumentas e camelos.
17. O Senhor, porém, feriu com grandes pragas o faraó e a sua casa, por causa de Sarai, mulher de Abrão.
18. O faraó mandou chamá-lo e disse-lhe: “Que me levaste a fazer? Porque não me disseste que era tua mulher?
19. Por que disseste que ela era tua irmã, levando-me e a tomá-la por esposa? Mas agora eis tua mulher: toma-a e vai-te!”
20. Então, o faraó deu ordens aos seus para reconduzir Abrão e sua mulher com tudo o que lhe pertencia.
Época: Logo após a promessa do nascimento de Isaque e após a destruição de Sodoma. Abraão com 99 anos
Genesis 20 – cerca de 33 anos depois
SARAI com 63 anos.
…Mas com corpinho de 58.

Heloisa Helena 58 anos de idade

Kim Bessinger 58 anos
1. Abraão partiu dali para região do Negeb. Estabeleceu-se entre Cadés e Sur, e viveu algum tempo em Gerara.
2. Ele dizia de Sara, sua mulher, que ela era sua irmã. Abimelec, rei de Gerara, arrebatou-lha.
3. Mas Deus apareceu em sonhos a Abimelec e disse-lhe: Vais morrer, por causa da mulher que roubaste, porque é casada.
4. Abimelec, que não a tinha tocado (ainda), disse: Senhor, fareis perecer mesmo inocentes?
5. Não me disse ele que ela era sua irmã? E ela mesma me disse: É meu irmão. É na simplicidade de meu coração e com as mãos puras que fiz isso.
6. Deus disse-lhe em sonhos: Sei que é na simplicidade do teu coração que agiste assim; por isso, preservei-te de pecar contra mim, e não deixei que a tocasses.
7. Devolve agora a mulher deste homem, que é profeta, e ele rogará por ti para que conserves a vida. Mas, se não a devolveres, sabes que morrerás seguramente, tu e todos os teus.

Bruna Lombardi 58 anos

8. Ao romper da manhã, Abimelec convocou todos os seus servos e referiu-lhes essas coisas. Todos ficaram muito atemorizados.
9. Depois, Abimelec chamou Abraão e disse-lhe: Que nos fizeste? Em que te ofendi para que nos expusesses, a mim e ao meu reino, ao castigo de um tão grande pecado. Fizeste-me o que não devias fazer.
10. E ajuntou: Que tiveste em vista agindo assim?
11. Abraão respondeu: Eu pensava comigo que não havia certamente nenhum temor a Deus nesta terra, e que me matariam por causa de minha mulher.
12. Aliás, ela é realmente minha irmã, filha de meu pai, mas não de minha mãe; ela tornou-se minha mulher.

BEVERLY D’ANGELO 58 anos

Percebe-se que Abraão era um homem de fé. De muita fé. O inicio dessa fé é coroado com o cortejo e a aprovação familiar de um casamento inusitado. Oriundo de uma cidade populosa, Ur dos caldeus, uma metrópole da época, Abraão fica á frente de milhares de homens mais jovens de seu tempo e desposa uma dos maiores partidos de sua cidade natal. Oriunda de sua parentela e certamente cortejada por homens de todos os lugares imagináveis, coube a sorte grande ao chamado pai da fé. Ele é o agraciado com a mão da caldéia mais linda da geração posterior a sua.  Pelo modo com que Abraão tenta convencer ao Senhor sobre a questão de Sodoma e Gomorra podemos  imaginar que ele possuía um grande poder de negociação. E certamente… de conquista.

Sarai era um mulherão, no sentido informal, muito antes da industria da beleza ocidental começar a existir, designada assim nas Escrituras pela palavra formosura. Iphth. Formosa.

Disse a Sarai, sua mulher: Ora, bem sei que és mulher formosa à vista; 
As várias traduções deixam transparecer “extrema formosura”; “de beleza impressionante”. O termo “formoso” descreveria de modo mais apropriado uma mulher de “corpo escultural”. Iphth mrae era usado para os montes, para as cores, para as formas harmoniosas, para falar de movimentos e dança. Uma mulher de formosa aparência. Apesar de Rebeca, e Raquel serem elogiadas por sua beleza, creio que somente ESTER receberia um elogio, consoante a beleza, superior ao de Sarai.  Contudo Ester só nasceria 1600 anos depois de Sarai.  


(e era jovem bela de presença e formosa; Ester 2:7)

Sarai representava um elevado padrão de beleza para seus contemporâneos, reconhecida como tal por povos tão distintos quanto caudeus, filisteus e egípcios.
Sarai estava casada com um homem mais idoso que ela, numa estimativa preliminar sem levar em conta a longevidade dos familiares de Abraão. Considerando que tenha sido desposada aos quinze anos (é de praxe nas culturas orientais o casamento com meninas ainda na fase da adolescência) e que tal casamento tenha ocorrido cerca de 15 anos antes de deixarem Harã. Abraão sairia de Harã aos  75 anos.  SARAI possuiria cerca de 30 anos quando vão para o Egito E Abraão teria 61 anos ao desposá-la. A diferença  de idades é aos nossos olhos um grandioso lapso de tempo. Porém  a linhagem semita deles possuía incomum longevidade. Esse testemunho da longevidade dos povos da antiguidade é representado em diversos escritos em muitas culturas, com valores inacreditáveis de tempo de vida. Embora exagerados deixam transparecer que seus antepassados possuíram grande longevidade. Os ucranianos, que são pastores, que vivem em um clima frio, comem pouco sal e gordura, caminham muito e levam uma vida tranqüila. São um dos povos com maior longevidade, vivem até 160 anos. Existem casos parecidos em alguns pontos da Ásia e Europa
Embora não tão longevos como seus antepassados, viveriam bastante, Sarai viveria até os 127 anos. Abraão morreria lá pelos 175  anos.
Das várias hipóteses de idade, foi adotada uma posição bem conservadora, já que Sarai poderia ter bem mais que isso (30 anos) sem apresentar sinais de sua real idade, numa comparação com a mulher dos dias de hoje.  

O primeiro episódio lido em Genesis 12 mostra Abraão chegando com sua esposa no apogeu de sua beleza, na terra do Egito. E vamos verificar quando tal ocorre, que havia um sórdido costume disseminado entre diversas culturas naquele período histórico, cerca de 2000 anos antes de Cristo, de que mulheres formosas, ainda que casadas eram objeto de desejo de outros homens que matariam para ter o direito de estar com ela (Não sei se isso ainda acontece hoje em dia…) sem escrúpulo algum. Uma prática tão corriqueira, tão comum, tão disseminada, que Abraão necessita usar de um expediente, para poder sobreviver ao lado de uma mulher tão atraente naquela época, sem escolta militar. Solicita que por onde for, quando questionada sobre o grau de parentesco com ele, diga a todos que é apenas um irmão, mas jamais seu esposo.

Masako Mizutani  43 anos.

Esposos (normalmente) não podem ser conquistados com presentes ou oferendas, não venderiam sua esposa amada por preço algum, principalmente alguém que ao caminhar pela antiguidade despertou paixões até de reis.  O único modo de tirar um esposo do caminho era assassinando-o. Um irmão, ao contrário, deveria ser honrado, agraciado com presentes para que aos olhos do futuro marido imposto fosse alcançado alguma benevolência por parte da menina. Conquistando o irmão ele orientaria a que ela fosse “bondosa” com o seu novo “senhor”.

Mayana Zats 53 anos

Num Egito por nós desconhecido, ainda emergindo como potencia solitária no cenário mundial, um dos primeiros faraós se apaixona pela esposa de Abraão. E a tomou para si. A introduziu em sua casa, no seu palácio. Para ser sua única. Não ouvimos falar de haréns egípcios. Apesar dos árabes terem várias esposas, os egípcios tinham uma única esposa em geral.
E ele a tomou para si. Não lemos isso de modo claro, mas o que ocorrerá com o Egito nos leva a entender que Sarai foi tocada pelo Faraó que imagina estar se relacionando com uma mulher solteira. A longa noite passa lentamente para Sarai. Pela manhã as noticias de uma grande praga, muito antes dos flagelos que um dia virão por intermédio de Moisés, são divisados através de enfermidades em toda a casa de Faraó.
Vendo este a manifestação imediata de enfermidades em sua família o faraó compreende que havia cometido uma grande falta contra suas divindades. Na verdade contra uma divindade por ele desconhecida. Compreende claramente que aquilo estava relacionada com a moça. E dentro dele se acende uma lâmpada. Ele a interroga e descobre que não estava se relacionando com uma mulher solteira, mas com uma moça comprometida com outro homem. Mas não com um outro homem qualquer.

Ângela Vieira 58 anos

A manifestação de um juízo, de pragas, o mover de poderes sobrenaturais que agiam para espancá-lo, trazendo dores para sua casa, a casa do sumo-sacerdote do Egito, a casa do descendente de deuses, do filho de Deus! Só poderia ter origem em algo extremamente poderoso. Aquele imigrante não era, nem de longe, somente um imigrante.
Ele era um homem protegido e guardado pelos deuses.  E o faraó sabia que não pode tocar nele, e nem nela, nunca mais.
Ele não ousa tentar agredir a Abraão. Mesmo porque entende que ele é quem estava errado. Sua atitude ofendera os deuses, incluindo aos seus, que não lhe protegiam mais.

Hellen Mirren 64  anos

Na antiguidade o adultério era situação tratada na legislação antiga de diversos povos, ato ilícito, crime contra a família, contra o pacto do casamento, contra a honra familiar, punível até mesmo com a morte. Através do texto bíblico vemos considerado como além de ofensa às leis civis, também  uma ofensa contra leis espirituais. O adultério refletia consigo uma maldição, segundo criam, que ia além da desonra ou da ilegitimidade de filhos,  atingia a relação dos homens com os deuses.
Há uma questão ética em que o governante não possuiria o pudor de matar ao marido desde que pudesse legitimar a viúva como esposa e não a tendo como amante. Ou seja, o pecado de cobiçar e tomar a esposa alheia com o assassinato do conjugue seria absolvido pelos deuses desde que a moça cobiçada torne-se legitima esposa. O “não cobiçaras” do decálogo que viria cerca de 450 anos depois toma um sentindo mais abrangente após essa leitura, ele preservaria vidas, além de preservar casamentos.  

Paula Toller 48

Um assassinato poderia ser “perdoável” pelas divindades, fossem assírias, fossem caldéias, fossem egípcias, mas jamais um estado de adultério.  Ou seja, os antigos povos estavam dispostos a matar, para não cometer adultério, por mais proverbial que pareça a sentença.
O Faraó, entretanto, agora encontrava-se justamente vivendo a transgressão e tinha que findá-la se quisesse voltar a tranqüilidade anterior.
E assim faz, devolvendo a esposa a seu legitimo possuidor, já que a esposa era considerada como propriedade do marido, e os despede em paz, com ordens de não serem perturbados. E eles saem da terra do Egito. Vivos.
O tempo passará e Sarai envelhecerá, alcançará a menopausa, mas manterá parte considerável da beleza de sua juventude.
Mas independente do que ela se tornou, não poderia se comparar aos dias de sua juventude.

Ou…poderia?

Porque 33 anos passados do evento no Egito constataremos que ela não será tratada como uma mulher de cerca de 60 anos. Ela ainda  despertará paixões como se fosse uma jovem mulher.

O que aconteceu com SARAI?

Alguns meses antes de entrarem, ela e seu esposo, na província de Gerara, um evento único ocorreu. Uma visita muito especial.

Deus e dois anjos foram até a tenda onde Abraão morava e lá cearam com ele.
A frase anterior é curta mas absurdamente extraordinária.

Sarai que ouvia de dentro da tenda a conversa deles, sem saber com quem Abraão falava, escuta uma profecia dizendo que dentro de 1 (um) ano Abraão teria um filho legitimo. Imediatamente Sarai lembrou-se de dois fatos: primeiro, sua menopausa e segundo, do fato de Abraão já ser um homem de idade que já não tinha há muito tempo uma vida sexual ativa.
E ela ri.
Tenta segurar o máximo e sem fazer nenhum barulho, se contém para não gargalhar.
Não sabe que diante de seu marido está o próprio Deus, de quem seu marido é profeta.
Deus diz para Abraão que Sarai está rindo da profecia, porque não crê que possa voltar a engravidar… porém de modo polido… não revela para Abraão a segunda parte do que Sarai pensara, a de que ele, Abraão já não exercia mais sua virilidade…  
Sarai sai da tenda e o próprio Deus lhe repreende.  Pergunta porque ela estava rindo no interior da tenda. Sarai mente com convicção. Na verdade não quer criar uma situação embaraçosa entre seu esposo e seu hóspede. Como iria explicar o que tinha pensado… o medo de ser revelado a segunda parte do pensou era muito grande. Ela estava rubra de vergonha. Deus fala para que ela pare de DESMENTI-LO! Porque sabia muito bem que ela tinha rido. Educadamente cessa a discussão, não deixando Sarai mais embaraçada ainda com a situação.
O respeito que Abraão demonstra para com o “desconhecido” revela a Sarai que não está diante de visitantes comuns. O silencio de seu esposo deixou bem claro que confiava em absoluto na palavra daquele homem à sua frente.  
Ela volta para dentro da tenda, ainda envergonhada, e um processo maravilhoso terá inicio em seu interior. E no seu exterior.


63 anos
Emmylou Harris

Naquele mesmo mês ela volta a ter os ciclos regulares de menstruação que talvez há cerca de 10 anos tenha cessado. E pelos três meses seguintes uma mudança física considerável começará  a ocorrer.
Nos dois, tanto nela como em Abraão.
O vigor da juventude volta ao seu esposo e ela rejuvenesce pouco a pouco.
Já não sente tantas dores em suas costas, ou tanto cansaço. Seus pés caminham mais rápidos, seu fôlego e sua respiração ficam mais compassados. Quando se dá conta Sarai começa a correr. A noite ao redor da fogueira os pastores entoam canções e os músicos tocam antigas cítaras e tamboris.

E Sarai sente o ritmo e dança. A cada passo vai se soltando no meio das outras mulheres mais jovens. Mas a cada passo que dá vai acelerando as voltas e logo as moças olham espantadas para ela. Quando para de dançar Sarai está respirando com dificuldade mas as moças ao redor já não respiram mais.

O relógio biológico de Sarai retornava no tempo. Não sabemos o quanto Sarai rejuvenesceu. Mas quando entra em Gerara o impacto de sua formosura é tão fulminante quanto 33 anos atrás.

Carol Ann 54 anos

Tão fulminante este impacto que ela é raptada para o palácio de um antigo monarca filisteu, Abimeleque.

Estava para se repetir o drama de 33 anos atrás quando ela era uma jovem estéril, talvez ainda, adoradora de divindades caldéias. Contudo nos 33 anos posteriores acompanhara de perto ao marido profeta reaprendendo sua espiritualidade, deixando de lado a velha vida religiosa, aprendendo certamente o caminho da fé.
E dentro dela havia além disso, uma outra diferença. Sarai estava grávida de Isaque.
Deus intervém de um modo diferente do que ocorreu 33 anos antes. Concede a Abimeleque uma revelação através de um sonho. O repreende por tomar a esposa de um homem casado. Ele replica dizendo que não fazia idéia de que ela era casada. E que fazia isso porque cria estar fazendo a coisa certa. E Deus abençoou a Abimeleque impedindo-o de tocar a Sarai.

Ele então acorda aterrorizado no meio da noite, conta a todos o que estava acontecendo e conduz a Sarai de volta ao seu esposo que pela segunda vez é preservado em sua peregrinação.

Mais alguns meses são passados desde esse evento.

E nasce Isaque. E Sarai dança. E festeja e ri. E batiza seu filho
De Riso. Yitzhak. O som lembra a onomatopéia para riso em aramaico. Como nosso HAHAHAHA!.

Se Deus apareceu uma segunda vez, creio que sim, a Sara, certamente deve ter dito:

– Viu só? Falei que você tinha rido…

Em tempo, Sarai significava “minha princesa”. Pouco antes do nascimento de Isaque Deus mudou seu nome. Disse que ela se chamaria somente “princesa”. Porque ela seria agora somente a “princesa” dos olhos de Abraão. Mas a princesa aos olhos de muitas nações. E a mãe de muitos povos.

A Welington Corporation

Apresentou

Noticia sobre mãe de gemeos aos 61 anos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: