Dunamys, Exousia, Semeion e Existemi



PODER – Dunamis ou Dynamis (grego δυναμις) é uma antiga palavra grega que significa “poder” ou “força”.

É a raiz das palavras “dinâmico”, “dinamite”, e “dínamo” com sentido de energia constante. A palavra “dunamis” às vezes é vista em textos filosóficos, devido à sua importância.

Na mitologia grega, o Oráculo de Dunamis (cerca de 1400 a.C.), que se supõe ter sido situado ao sul da ilha de Rodes, continha uma estátua de um homem que conduzia a humanidade para uma época de prosperidade espiritual. Os sacerdotes gregos esperavam alguém que teria o poder de mudar o mundo.
A importância dos oráculos na Grécia Antiga
O futuro sempre inquietou a humanidade. A vontade de conhecer o próprio destino levava os gregos a consultar sacerdotes que viviam encerrados nos templos, purificando-se constantemente para receberem as respostas divinas – ou oráculos, vocábulo que significa resposta.

Os gregos eram um povo cuja fé pela divinação era ilimitada, e a cada dia e cada hora se preocupavam com o futuro dos assuntos importantes e corriqueiros do destino, tanto dos indivíduos como do Estado. Poderíamos estar surpresos em descobrir esta tendência em um povo que pensava tão livremente, que era dotado de tanta perspicácia e em que o  conhecimento intelectual era uma verdadeira paixão se os pusermos no ponto de vista do pensamento moderno. Sobre este assunto, Scheffer segue uma linha lógica de pensamento: “Esquecemo-nos muito facilmente ou não podemos mais compreender plenamente que naquela época e particularmente na Grécia, tudo repousava sobre a religião”. (SCHEFFER, 1943, p.119).


Não existia um lugar específico para os oráculos, de onde uma divindade intervinha para ditar regras ou conselhos, exercendo uma autoridade sobre uma região, ou, num sentido pan-helênico, sobre toda a Grécia. Os locais onde ficavam os santuários eram considerados sagrados. Normalmente situavam-se em cavernas, florestas ou em encostas montanhosas de difícil acesso, inspirando medo e respeito. As origens das cavernas, por exemplo, ainda eram um mistério na Grécia Antiga, por isso, acreditava-se que haviam sido criadas por mãos divinas e que eram habitadas por deuses. No interior dessas cavernas, havia muitas vezes nascentes ou fontes termais que emanavam vapores estranhos. Para o peregrino que ali penetrasse jamais conseguiria ver todo o interior da caverna, e levado pelo medo e respeito as suas divindades, interpretava o ruído das águas sobre as pedras como sendo a voz sussurrante dos deuses. Os oráculos eram considerados fontes de verdade, e os que não seguissem sua voz profética eram considerados culpados diante das divindades por eles representadas. Como os oráculos não eram transmitidos em linguagem que o homem comum pudesse compreender, existiam nos santuários, sacerdotes e sacerdotisas para interpretá-los e traduzir ao consulente de maneira que eles pudessem entender as predições que os deuses lhes enviaram. 

A palavra Profeta: no hebraico possui duas palavras principais  roeh-vidente e nabi-jorro. Nabi é relacionada com a palavra para um ribeiro borbulhante e  com o verbo jorrar, com o sentido de proferir abundantes sons e palavras.

AUTORIDADE -Exousia – possui diversos significados conforme o contexto
Significa:

Poder de escolha, liberdade de fazer o que se deseja
A concessão de licença ou permissão
A habilidade ou força com que alguém é dotado, que ele tanto possua ou demonstre através de exercícios
O poder da Autoridade (influência) e do direito (privilégio)
O poder do Estado ou do governo (o poder cuja vontade e ordens devem ser representados por pessoas comissionadas e obedecido)
 O poder das decisões judiciais
 Autoridade para gerir os negócios domésticos
 Aquele que possui autoridade em sua jurisdição
 Representa as ordens de  um magistrado humano
 Uma ordem dada por um Potentado espiritual
 A  autoridade do marido exercido sobre sua esposa
 O Sinal da autoridade real, simboliza uma coroa


SINAL – Semeion

Significa:

Um sinal,  uma marca,  um simbolo, uma logogomarca,
Aquilo pelo qual uma pessoa ou uma coisa se
​​distingue de outros e é conhecida publicamente
Um prodígio, ou portento, ou seja, uma ocorrência incomum, transcendendo o curso comum da natureza
Representa sinais e eventos marcantes que estão em breve para acontecer
Autentica os homens enviados por ele, ou são dados para  que os homens provem que a causa que eles estão pleiteando é de Deus

MARAVILHAR – EXISTEMI

Significa:
    Surpreender,  impressionar
    Espantar, assustar
    Estar fora de si,  além de si mesmo, atônito.

Jesus é aquele que possui Dunamys e Exousia, que cumprirá as profecias dadas aos videntes e profetas da antiguidade, e que deixará isso bem claro através de Semeions que são a sua marca para levar o ser humano a um estado de Existemi.
 Jesus é o nabi dos nabis, profetas dos profetas, e seu ministério será como um ribeiro borbulhante, uma cascata que se movimenta e gera muito alarde.
Os sinais de Jesus são a marca de seu ministério, a confissão de sua vocação, a manifestação ao mundo do invisível de seu coração. Seus sinais e prodígios são dados para revelar quem ele é e a que veio.  E que algo está acontecendo, que as leis que regem os cosmos estão sendo abaladas. Que o mundo está para passar por tremenda transformação. E que tal transformação já se iniciou. Os milagres de Jesus declaram, chegou a hora do cumprimento de planos estabelecidos a muito tempo atrás. Eles anunciam um reino, uma potestade, um principado, um estado de coisas que teve inicio a partir de seu ministério  e que não terá retorno. Algo acontecia dentro da dimensão da eternidade e  os céus se rompiam e se abriam e se manifestavam. Jesus é o Prometido, o Desejado, o Aguardado, o Anunciado. Ele é o cara..

E tu, Belém Efrata, posto que pequena entre os milhares de Judá, de ti me sairá o que governará em Israel, e cujas saídas são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade…E ele permanecerá, e apascentará ao povo na força do SENHOR, na excelência do nome do SENHOR seu Deus; e eles permanecerão, porque agora será engrandecido até aos fins da terra. (Miquéias 5:2 e 4)
Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que cumprirei a boa palavra que falei à casa de Israel e à casa de Judá; Naqueles dias e naquele tempo farei brotar a David um Renovo de justiça, e ele fará juízo e justiça na terra. Naqueles dias Judá será salvo e Jerusalém habitará seguramente; e este é o nome que lhe chamarão: O SENHOR é a nossa justiça. (Jer 33:14-16)
Canta alegremente, ó filha de Sião; rejubila, ó Israel; regozija-te, e exulta de todo o coração, ó filha de Jerusalém. O SENHOR afastou os teus juízos, exterminou o teu inimigo; o SENHOR, o rei de Israel, está no meio de ti; tu não verás mais mal algum. Naquele dia se dirá a Jerusalém: Não temas, ó Sião, não se enfraqueçam as tuas mãos. O SENHOR teu Deus, o poderoso, está no meio de ti, ele salvará; ele se deleitará em ti com alegria; calar-se-á por seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo. (Sofonias 3:14-17)
O povo que andava em trevas, viu uma grande luz, e sobre os que habitavam na região da sombra da morte resplandeceu a luz…Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. (Is 9:2 e 6)
O Espírito do Senhor Deus está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu, para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos; a apregoar o ano aceitável do SENHOR. (Is 61:1-2)
Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; e de repente virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais; e o mensageiro da aliança, a quem vós desejais, eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos. (Ml 3:1)
Eu estava olhando nas minhas visões da noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o Filho do Homem; e dirigiu-se ao Ancião de Dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações e línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído. (Dn 7:13-14)
Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que levantarei a David um Renovo justo; e, sendo rei, reinará e agirá sabiamente, e praticará o juízo e a justiça na terra. (Jr 23:5)
Eis que reinará um rei com justiça, e dominarão os príncipes segundo o juízo. E será aquele homem como um esconderijo contra o vento, e um refúgio contra a tempestade, como ribeiros de águas em lugares secos, e como a sombra de uma grande rocha em terra sedenta. E os olhos dos que vêem não olharão para trás; e os ouvidos dos que ouvem estarão atentos. (Is 32:1-3)
Eis aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a minha alma; pus o meu Espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios. Não clamará, não se exaltará, nem fará ouvir a sua voz na praça. A cana trilhada não quebrará, nem apagará o pavio que fumega; com verdade trará justiça. Não faltará, nem será quebrantado, até que ponha na terra a justiça; e as ilhas aguardarão a sua doutrina. (Is 42:1-4)
Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião. Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei os gentios por herança, e os fins da terra por tua possessão. (Salmo 2:6-8)
A pedra que os edificadores rejeitaram tornou-se a cabeça da esquina. (Sl 118:22)
Tu subiste ao alto, levaste cativo o cativeiro, recebeste dons para os homens, e até para os rebeldes, para que o SENHOR Deus habitasse entre eles. (Sl 68:18)
Um homem ungido, que fará do impossível um gatinho de estimação.
A Dunamys e a Exousia de Cristo são o Poder e a Autoridade com as quais o Espírito Santo lhe revestiu para declarar em alto e bom som,  a quem pertence todas as coisas.  E o mar vai ter que lhe obedecer. E a multidão será alimentada com cinco pães e dois peixes. E o enterro será parado e o filho morto devolvido a sua mãe. E a pedra terá que ser retirada da frente da caverna e o cadáver em pufetração irá se levantar debaixo do som de sua ORDENAÇÃO. Porque a Autoridade que está sobre ele não conhece os limites que nós nos acostumamos a viver.  
Ele possui Autoridade porque ele é Rei, um Governador celestial da humanidade eleito pelo Pai antes da fundação do mundo. Ele é dono, o universo sua propriedade. E quando poderes difusos ou quaisquer forças rebeladas que operam neste universo diziam NÃO a sua voz, o PODER sobre ele falava alto como um trovão. E assim veio o endemoninhado gardareno com seus trocentos demônios após quebrar correntes de ferro se ajoelhar diante de Jesus. E assim convinha que uma ordem fosse dada para que a distancia um servo do Centurião fosse curado com uma palavra. E assim convinha que ao terceiro dia um homem torturado, abatido, rejeitado, traído pelos amigos e por fim assassinado fizesse o mundo se abalar e rochas partirem quando após um terremoto contraria o lugar comum e simplesmente ressuscita dos mortos, para viver e continuar vivendo para TODO O SEMPRE.  Centenas de gerações foram enterradas e o RESSURRECTO continua RESPIRANDO assentado a direita de Deus habitando um corpo humano, legado de uma menina da tribo de Judá.
É por isso que ainda hoje o impossível é uma abstração para o homem que nele crê.
Porque Jesus possui tamanha Autoridade que a concede imediatamente ao homem que nele confia.
Porque ao seu Nome foi concedida a lembrança e a essência de seus atos. A simples e genuína evocação de seu nome com fé, anjos se fazem presentes.
Alguns dos quais, certamente,  estiveram presentes em Jerusalém, quando o Senhor da Exousia, o dono da Autoridade, caminhou entre nós e montou na jumentinha.
E que certamente aguardam, todos os dias,  para realizar poderosas obras, fruto das intercessões de um povo que reconhece a Cristo como Senhor da Autoridade e dono do Poder.
De todo Poder.
Para que por seu Dunamys exerça sua Exousia para manifestação de seus Semeions, levando-nos ao maravilhamento.
Faz parte.
Já diziam os oráculos gregos.

http://marceloberti.wordpress.com/2009/03/30/lista-dos-milagres-de-cristo-nos-evangelhos/

Lista de Milagres no Evangelho de Mateus

Milagres em Mateus
Aspectos Envolvidos
PODER-AUTORIDADE SOBRE O NATURALHomem Cura de um Leproso (Mt.8.1-4)
Cura do Criado de um Centurião (Mt.8.5-13)
Cura da Sogra de Pedro (Mt.8.14-17)
Curou um paralítico (Mt.9.1-8)
Cura de uma mulher com hemorragia (Mt.9.20-22)
Cura da filha do Chefe (Jairo) (Mt.9.23-26)
Cura dos Cegos (Mt.9.27-31)
Cura do homem de mão ressequida (Mt.12.10-13)
Cura do filho lunático (Mt.17.14-18)
Cura de dois cegos (Mt.20.29-34)
Natureza
Acalmou a Tempestade (Mt.8.23-27)
Multiplicação dos pães (Mt.14.14-21)
Andou sobre o mar (Mt.14.22-32)
Multiplicação dos Pães (Mt.15.32-39)
Dinheiro do Imposto (Mt.17.24-27)
Maldição da Figueira (Mt.21.18-22)
PODER-AUTORIDADE SOBRE O SOBRENATURAL
Expulsou demônios (Mt.8.28-34)
Libertação de um Endemoninhado (Mt.9.32-33)
Libertação da Filha da Cananéia (Mt.15.21-28)
PRINCIPAIS PALAVRAS ENVOLVIDAS Exousia –  Poder-autoridade Dunamis – Poder, Milagre
Thaumázo/ Exístemi – Admiração; Maravilhamento.
REAÇÕES ANTERIORES
Adoração (Mt.8.1; 9.18)
Implorar (Mt.8.5; 9.27; 15.22-27)
Medo (Mt.8.24)
Riam-se dele (Mt.9.24)
Reconhecimento da Messianidade (Mt.9.27; 15.22; 20.30)
Reconhecimento da Divindade (Mt.8.1; 9.18; 15.22, 25; 20.30)
REAÇÕES POSTERIORES POSITIVAS
Maravilharam-se (Mt.8.27; 15.31; 21.15)
Temor (Mt.9.8)
Glorificaram a Deus (Mt.9.8; 15.31)
Fama espalhada (Mt.9.26; 31)
Admiração (Mt.9.33, 12.23; 21.20)
Adoração (Mt.14.22)
Reconhecimento da Divindade (Mt.14.22)
REAÇÕES POSTERIORES NEGATICAS
Expulsão da Cidade (Mt.8.34)
Acusado de Blasfêmia (Mt.9.3)
Murmuração (Mt.9.34; 12.24)
Conspiraram contra ele (Mt.12.14)
Indignação (Mt.21.16)



Lista de Milagres no Evangelho de Marcos

Milagres em Marcos
Aspectos Envolvidos
PODER-AUTORIDADE SOBRE O NATURALHomem Cura da Sogra de Pedro (1.29-31)
Cura de um Leproso (1.40-45)
Cura de um paralítico (2.3-12)
Cura de um homem de mão ressequida (3.1-5)
Cura da mulher com hemorragia (5.25-34)
Ressurreição da Filha de Jairo (5.22-24; 35-43)
Cura da mulher siro-fenícia (7.24.30)
Cura do surdo-gago (7.31-37)
Cura de um cego (8.22-26)
Cura do cego Bartimeu (Mc.10.46-52)

Natureza
Acalmou a tempestade (Mc.4.35-41)
Multiplicação dos Pães (6.34-44)
Caminhou sobre as Águas (6.45-52)
Multiplicação dos Pães (8.1-9)
Figueira Amaldiçoada (11.12-14)
PODER-AUTORIDADE SOBRE O SOBRENATURAL
Libertação de um endemoninhado na Sinagoga (1.23-28)
Libertação dos demônios gadarenos (5.1-20)
Libertação de um endemoninhado (9.14-29)

PRINCIPAIS PALAVRAS ENVOLVIDASExousia –  Poder-autoridade Dunamis – Poder, Milagre
Exístemi/ Thaubémai/ Thaumázo/Ekpléssomai – Admiração Maravilhamento

REAÇÕES ANTERIORES
Reconhecimento da Divindade (1.24; 5.7)
Reconhecimento da Messianidade (10.47, 48)
Rogar/Suplicar (1.40; 5.23; 7.26; 8.22)
Adoração (1.40; 5.6, 22; 7.25)
Fé (2.5; 5.23, 28, 36; 9.24)
Emboscada (3.2)
Medo (4.38; 6.49, 50)
Riam-se (5.40)
Incredulidade (6.37; 8.4; 9.22)
REAÇÕES POSTERIORES POSITIVAS
Admiração (1.27; 2.12; 5.20; 5.42; 6.51; 7.37)
Reconhecimento da Autoridade (1.27)
Fama espalhada (1.28; 1.45; 5.20; 7.36)
Passou a servi-los (1.31)
Glória a Deus (2.12)
Temor (4.41; 5.15, 33)
Adoração (5.33)
REAÇÕES POSTERIORES NEGATICAS
Acusação de Blasfêmia  (2.6-7)
Conspiração de Assassinato (3.5)
Expulso de Cafarnaum (5.17)



Lista de Milagres no Evangelho de Lucas

Milagres em Lucas
Aspectos Envolvidos
PODER-AUTORIDADE SOBRE O NATURALHomem Cura da Sogra de Pedro (4.38-39)
Cura de um leproso (5.12-16)
Cura de um paralítico (5.18-26)
Cura do homem de mão ressequida (6.6-10)
Cura do servo do Centurião (7.1-10)
Ressurreição do filho da viúva (7.11-15)
Cura da mulher com fluxo de Sangue (8.43-48)
Ressurreição da filha de Lázaro (8.41-42; 49-56)
Cura de uma paralítica (13.10-17)
Cura de homem hidrópico (14.1-6)
Cura de 10 leprosos (17.11-19)
Cura de um cego (18.35-43)
Restauração da Orelha de Malco (22.49-51)
Natureza
Primeira pesca maravilhosa (5.1-11)
Acalmou a Tempestade (8.22-25)
Multiplicação dos Pães (9.12-17)

PODER-AUTORIDADE SOBRE O SOBRENATURAL
Libertação de um endemoninhado na sinagoga (4.31-36)
Libertação dos demônios gadarenos (8.26-27)
Libertação de um endemoninhado (9.38-42)
Cura de um endemoninhado cego e mudo (11.14)

PRINCIPAIS PALAVRAS ENVOLVIDASExousia –  Poder-autoridade Dunamis – Poder, Milagre

REAÇÕES ANTERIORES
Reconhecimento de Divindade (4.34; 7.6-7; 8.28)
Reconhecimento de Messianidade (18.38-39)
Adoração (5.12)
Certeza (5.12)
Fé (5.20; 8.48; 8.50; 17.19; 18.42)
Emboscada (6.7)
Medo (8.24)
Súplica (8.41; 9.38)
Risos (8.53)
REAÇÕES POSTERIORES POSITIVAS
Admiração (4.36; 5.9; 8.25; 9.43; 11.14)
Alegria (13.17)
Fama espalhada (4.37; 5.15; 7.17; 8.39)
Servir (4.39; 5.11)
Reconhecimento de Divindade (5.8)
Glória a Deus (5.25-26; 7.16; 13.13; 17.15; 18.43)
Temor (5.26; 7.16; 8.25; 8.35, 37; 8.47)
REAÇÕES POSTERIORES NEGATICAS
Acusação de Blasfêmia (5.21)
Raiva (6.11; 13.14)
Expulsão da Cidade (8.37)
Incomodo (11.15; 13.14)

Lista de Milagres no Evangelho de João

Milagres em João
Aspectos Envolvidos
Água em Vinho (2.1-11)Cura do filho de um Oficial (4.46-54) Cura do Paralítico no Tanque de Betesda (5.1-9)
Multiplicação dos Pães (6.5-13)
Caminhar sobre as águas (6.16-21)
Cura de um cego de nascença (9.1-7)
Ressurreição de Lázaro (11.17-44)
Restauração da orelha de Malco (18.10)
Segunda pesca maravilhosa (21.1-11)
PRINCIPAIS PALAVRAS ENVOLVIDASSemeion – Sinais, sinais miraculosos; Faneróö – Manifestar;
Pisteö – Ter fé; crer; acreditar;

REAÇÕES ANTERIORES
Rogar (4.49)
Dúvida (5.7; 9.2)
Temor (6.19)
Fé (11.22; 27)
Desconfiança (11.37)

REAÇÕES POSTERIORES POSITIVAS
Crer Nele (2.11; 4.50; 9.38; 11.45)
Reconhecimento da Messianidade (6.14-15; 9.38)
Reconhecimento de Divindade (9.38)
REAÇÕES POSTERIORES NEGATIVAS
Perseguição (5.16)
Procuravam matá-lo (5.18; 11.53)
Dúvida (9.8-9)
Inquisição (9.13-34)
Incredulidade (9.18)
Rejeição (9.24)
Fofoca (11.46)
Medo (11.48)

LD_AddCustomAttr(“AdOpt”, “1”);LD_AddCustomAttr(“Origin”, “extsearch”);LD_AddCustomAttr(“SearchTerm”, “lista”); LD_AddCustomAttr(“SearchTerm”, “milagres”); LD_AddCustomAttr(“SearchTerm”, “cristo”); LD_AddCustomAttr(“theme_bg”, “ffffff”); LD_AddCustomAttr(“theme_border”, “ebeff2”); LD_AddCustomAttr(“theme_text”, “333333”); LD_AddCustomAttr(“theme_link”, “3a6999”); LD_AddCustomAttr(“theme_url”, “a11b1b”); LD_AddCustomAttr(“LangId”, “438”);LD_AddCustomAttr(“Tag”, “cristologia”);LD_AddCustomAttr(“Tag”, “cristologia”);LD_AddCustomAttr(“Tag”, “milagres”);LD_AddCustomAttr(“Tag”, “milagres-de-jesus”);LD_AddSlot(“LD_ROS_300-WEB”);LD_GetBids();

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: